domingo, 15 de outubro de 2017

Recuo do Mar em Santa Catarina

Já faz um tempinho que não escrevo para vocês meus amigos pescadores (ou não).
MBI, Casamentos, Doença, mal tempo... muitos motivos para não me deixar um tempinho com "IaIa" (referência e Iemanjá - Rainha do mar) como sempre falo.
Mas das últimas vezes que tentei, nem tive tempo de colocar no blog, vou fazer um vídeo para meu canal.

O fato é que realmente o fenômeno "Recuo do Mar" praticamente destruiu a pesca de praia no litoral de Santa Catarina (pelo meno na parte norte onde costumo pescar).
Nada, isto mesmo, nem sinal de peixe, nem pequenos, nem na areia, nem em lugar algum.

Entenda por que houve recuo do mar em até 50 metros nas praias de SC no fim de semana

 

Soma de Fatores

“Trata-se do transporte de Ekman, que ocorre todo dia aqui no Hemisfério Sul e faz a água superficial se mover à esquerda do vento predominante. O vento é nordeste em direção ao mar”, afirmou.

Além disso, segundo Leandro, a lua cheia dos últimos dias também contribuiu. “Ela também intensificou o momento de maré baixa, mesmo com a forte ressaca que foi intensificada também por este sistema de alta pressão”, disse.


Agora a pergunta o que ocorreu com os peixes?

Para mim, como pescador o que ocorreu foi a morte de muitos organismos na areia da praia que servem de comida para os peixes de areia. Também a temperatura da água sofreu uma retração, o que engana alimentos que nadam na margem a nadarem entre a margem de temperaturas mais frias e quentes, esta faixa continua pelo menos 200 metros a dentro.

Ou seja, não tem comida na praia para atrair os peixes, sem motivo para estarem na areia, estão concentrados em bancos de areia mais ao fundo da costa. Pelo que pesquisei a pesca embarcada nestes bancos de areia após a retração melhorou ao invés de piorar.

O homem continua influenciando na natureza, mudando o ecossistema, se não bastasse o desperdício, pesca predatória, lixo nas praias, saneamento básico na costa, temos agora consequências que  com o tempo pode gerar mudanças definitivas.

Como o ambiente para pesca de praia é muito frágil em matéria de naturalidade, limpeza e ecossistema (quase o caso de pescas de peixes em rios caudalosos de águas frias com água extremamente limpa e sem intervenção humana), corremos o risco de em algum tempo a frente, ser matéria de saudosismo a ser contada aos descendentes desta geração "gafanhoto" (que apenas tira e não contribui).

Rogo para que isto não aconteça, e torço que que de tempo de reverter a situação. O ser humano tem grandes capacidades, basta deixar a ganancia, o poder e o egoismo de lado e colocar sua mente em pró da prosperidade, não apenas do ser humano, mas de todo universo que ele habita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário